Cuidado a idosos com Alzheimer exige o conhecimento de algum as informações para que o paciente se sinta atendido plenamente.

O Alzheimer é uma patologia que ganhou espaço nas rodas de conversa das famílias devido ao número de pacientes que manifestaram a doença nos últimos tempos.

Cuidar de alguém que tenha a doença de Alzheimer é assumir a responsabilidade de acompanhar alguém, que a cada dia dependerá mais de você.À medida que a doença progride, a capacidade do paciente idoso de gerenciar as tarefas diárias irá diminuir, tornando o papel do cuidador cada dia mais fundamental!

Considerar algumas dicas práticas para ajudar a manter um senso de independência e dignidade à medida que ele ou ela se tornar mais dependente, pode funcionar muito bem para todos os envolvidos no processo.

Reduzindo as frustrações

Uma pessoa com doença de Alzheimer exige cuidados mais especializados. Se você vai cuidar de alguém com Alzheimer veja essas dicas:

  • Agende com sabedoria.Estabeleça uma rotina para tornar cada dia mais agradável ao idoso. Pessoas com doença de Alzheimer ainda podem aprender e seguir rotinas, mas sem muita pressão. Geralmente, é melhor agendar tarefas, como banhos ou consultas médicas, quando a pessoa está mais alerta e atualizada. Deixe alguma flexibilidade dentro da rotina para atividades espontâneas.
  • Não tenha pressa.Esteja preparado para que as coisas demorem mais do que costumavam. Permita que a pessoa com doença de Alzheimer tenha intervalos frequentes. Agende mais tempo para as tarefas, para que você não precise apressá-lo.
  • Envolva a pessoa.Permita que o idoso faça o máximo possível com o mínimo de ajuda. Por exemplo, pessoas com a doença de Alzheimer podem ser capazes de arrumar a mesa com a ajuda de dicas visuais ou vestir-se independentemente, se você colocar as roupas na ordem em que elas vão ser vestidas.
  • Forneça escolhas.Poucas opções devem ser dadas, pois dão à pessoa com a doença de Alzheimer mais facilidade para escolha. Por exemplo, forneça duas roupas para escolher, pergunte se ele prefere uma bebida quente ou fria ou pergunte se prefere dar uma caminhada ou assistir a um filme.
  • Forneça instruções simples.As pessoas com doença de Alzheimer entendem melhor a comunicação clara em uma etapa.
  • Reduza as distrações.Desligue a TV e minimize outras distrações na hora das refeições e durante as conversas para facilitar o foco da pessoa com a doença de Alzheimer.
  • Seja flexível! Com o tempo, uma pessoa que vive com demência se tornará mais dependente. Mas há muita coisa que você pode fazer para maximizar a qualidade de suas interações e reduzir a frustração. Tente se manter flexível e adaptar sua rotina e expectativas conforme necessário. Por exemplo, se o idoso começar a insistir em usar a mesma roupa todos os dias, considere comprar algumas roupas idênticas. Se o banho é recebido com resistência, considere fazê-lo com menos frequência. Relaxar as suas expectativas pode ir muito longe em relação ao autocuidado e ao bem-estar.
  • Crie um ambiente seguro. A doença de Alzheimer prejudica a mobilidade e as habilidades de tomada rápida de decisões. Prepare um ambiente acessível e que promova a segurança do longevo.
  • Evite quedas.Evite tapetes de dispersão, cabos de extensão e qualquer desordem que possa fazer com que o paciente tropece ou caia. Instale corrimãos ou barras de apoio em áreas críticas.
  • Use bloqueios.Instale fechaduras em armários que contenham qualquer coisa potencialmente perigosa, como medicamentos, álcool, substâncias tóxicas de limpeza, utensílios e ferramentas perigosas.
  • Verifique a temperatura da água.Abaixe o termostato no aquecedor de água quente para evitar queimaduras.

Foco no cuidado individualizado

Cada pessoa com doença de Alzheimer irá apresentar os seus sintomas e progressão de forma diferente. Consequentemente, as técnicas de cuidado precisam variar. Adapte estas dicas práticas às necessidades individuais do seu ente querido.

Lembre-se, as respostas e comportamentos do seu ente querido podem ser diferentes do que costumavam ser. Paciência e flexibilidade – juntamente com um bom autocuidado e o apoio de amigos e familiares – podem ajudá-lo a lidar com os desafios e as frustrações à frente.

Caso não se sinta preparado há a possibilidade de contratar um profissional experiente para os cuidados com seu ente.

A Keep Home é uma agência de cuidador de idosos que conta com profissionais capacitados para cuidar bem de seu ente querido, localizada no Rio de Janeiro. Visite nosso site e conheça nossos serviços!

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *